segunda-feira, 26 setembro 2022 15:07

Intermarché reforça proximidade

A proximidade aos clientes e a capacidade de adaptação às diferentes realidades locais está na génese do Intermarché, que iniciou 2022 com uma nova inauguração e, em julho, anunciou um investimento global de 28,5 milhões euros no País, com a abertura de seis novos pontos de venda e a renovação da maior loja.

“Está na génese do grupo continuar a expandir o nosso modelo de negócio, caracterizado essencialmente por permitir uma proximidade única aos clientes, com pontos de venda adaptados às diferentes realidades locais e com uma oferta de produtos de qualidade e sempre aos melhores preços. Reforçamos ainda nossa capacidade de resposta para os consumidores que procuraram outro tipo de soluções, como o e-commerce e a solução drive, que permite ao cliente recolher a sua encomenda sem entrar na loja”, avança a administração do Intermarché.

Além de pretender “continuar a apostar na PorSi por acreditar ser uma mais-valia a marca própria estar posicionada como a marca de distribuidor mais barata de Portugal”, a administração assume ainda vislumbrar margem para ampliar uma rede que conta com 259 espaços abertos em território nacional. “Uma oferta local e personalizada, com produtos de excelente qualidade aos preços mais baixos, nomeadamente da nossa marca própria PorSi, traduzindo-se sempre numa boa aposta por colmatar uma necessidade ainda existente em muitas localidades. Prezamos muito a questão da proximidade e acreditamos que isso seja uma das nossas maiores valências. Investir em novos espaços é também investir em Portugal, dinamizar a economia local e criar postos de trabalho, o que é sempre positivo e essencial, principalmente no momento difícil que atravessamos, quer a nível económico e quer social”, justifica.

Entende, igualmente, que o “investimento é necessário também para acompanhar as tendências do mercado e as necessidades que vão surgindo, provenientes do dia a dia” dos clientes, que procuram cada vez mais um modo de vida mais sustentável.  “Atualmente, os portugueses procuram e precisam de espaços mais responsáveis socialmente e prontos para dar resposta aos novos modos de vida. A sustentabilidade, por exemplo, é um tema cada vez mais urgente e uma preocupação que esteve sempre presente no ADN do grupo, que tem garantido o desenvolvimento sustentável dos seus espaços: através de produção de energia fotovoltaica, utilização de plástico reutilizável e da promoção de sacos provenientes de materiais reutilizáveis ou recicláveis, por exemplo. Focamo-nos em promover um consumo e vida saudáveis, com respeito pelo ambiente, e a nossa oferta espelha isso mesmo”, sublinha.

Reforçar a proximidade com o cliente e colmatar carências em zonas onde não há uma resposta específica à procura e às necessidades locais estão, assim, intrinsecamente, associadas à política de aberturas d’ Os Mosqueteiros.  “Em 2022, continuamos a querer expandir o nosso espaço a nível nacional, com apostas tanto no litoral como no interior. O objetivo nos próximos dois anos será abrir cerca de 20 pontos de venda, sendo que começámos a trabalhar no mesmo logo em janeiro, com a abertura do Intermarché em Alter do Chão, a 259.ª loja em Portugal. Com estas aberturas, prevemos a criação de mais de 100 postos de trabalho”, expõe.

Já em termos globais, os objetivos “passam, essencialmente, pelo crescimento da insígnia e por continuar a valorizar os seus princípios”. “O facto de as lojas serem geridas por empresários independentes permite que haja uma presença mais assídua e próxima no dia a dia dos nossos clientes, conhecendo as suas tendências e respetivo poder de compra, algo cada vez mais importante tendo em conta o momento pelo qual passamos, em termos económicos. Assim, a insígnia continua a acreditar que a melhor forma de acompanhar a mudança e evolução do setor é manter o foco no cliente”, adianta.

Lembra ainda que, “com a abertura das novas lojas, serão criados mais postos de trabalho e o investimento atribuído a cada um deles refletir-se-á num retorno económico também para as diferentes localidades, num apoio incondicional à economia local e à produção nacional”.

 

Fonte: Store Magazine

Newsletter

captcha 

Estante

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária