quinta-feira, 25 maio 2023 17:09

O consumo consciente move a Wallapop

"Oferecer a oportunidade de encontrar produtos de alta qualidade a preços acessíveis, promovendo a sustentabilidade através de uma forma de consumo mais consciente". É esta a razão de ser da plataforma Wallapop.

Surgiu em 2013, em Barcelona, e é conhecida por ser uma plataforma de compras e vendas em segunda mão popular em Espanha, conectando mais de 15 milhões de utilizadores.

Em setembro de 2022, chegou Portugal para construir um mundo mais sustentável, de modo a permitir que os consumidores participem na economia circular, prolongando a vida útil dos produtos através do comércio em segunda mão. O objetivo passa por ajudar a desbloquear o valor dos artigos que já não utilizam e permitir que tenham acesso a itens a preços mais baixos, assim, promovendo escolhas mais conscientes relativamente ao ambiente.

Em Portugal, conta com “centenas de milhares” de utilizadores ativos, pelo que o feedback tem sido bastante positivo.  Em particular, tem-se assistido a um rápido crescimento em algumas categorias mais trendy, tais como Casa & Jardim, Consolas & Videojogos, Colecionáveis & Arte, Motores & Acessórios.

A Wallapop acredita que os seus utilizadores são pessoas com uma maior consciência relativamente ao consumo consciente, que, efetivamente, se preocupam em ganhar ou poupar dinheiro nas suas compras, mas querem também sentir-se confortáveis com a forma como o fazem.

Neste contexto, a head of Special Projects, Sara Van-Deste, reforça que, apesar de o e-commerce estar em expansão desde a pandemia, ainda há um vasto potencial de crescimento no País. “Da mesma forma, o atual clima económico torna a missão da Wallapop mais relevante do que nunca: facilitar um consumo mais consciente e humano que cria oportunidades económicas para as pessoas”, conclui.  

Fonte: Store

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária