Entrevistas

29-01-2015

Segmentar os consumidores por idade já não faz sentidoHá um novo segmento da população a que os anunciantes têm de estar atentos: são os consumidores com mais de 45 anos, também chamados de "novos Novos" porque são mais jovens nas aspirações e motivações do que no bilhete de identidade. Foi sobre eles o estudo que a APAN apresentou esta quarta-feira, na sua conferência anual, e cuja razão de ser a secretária-geral da associação, Manuela Botelho, traça em entrevista.

24-11-2014

 “O Portugal Sou Eu é muito mais que a mera adesão ao selo”Definir o conceito de portugalidade, promover as empresas e marcas nacionais no exterior, ser uma "convocatória que agrega produtos, lugares e pessoas, vontades, afetos, ações". Estes são alguns dos objetivos do programa "Portugal Sou Eu", do Ministério da Economia, que foram desenvolvidos por Leonardo Mathias, secretário de Estado Adjunto e da Economia, em entrevista à Store Magazine.

 

22-09-2014

 Como a Makro está a crescer em PortugalDesde a implementação do novo modelo de negócio, no ano passado, a Makro recuperou mais de 40 mil clientes e aumentou a quota de mercado. Quem o afirma, em entrevista à Store, é a corporate communication, PR & CSR da Makro Portugal, Isabel Caeiro. "Mantemos a decisão de crescer homologamente de mês para mês", diz.

04-08-2014

Transformar as lojas em espaços de experiênciasDiferenciação, transformando as lojas em espaços de experiências. E consistência, numa lógica omnicanal. Estes são dois dos vetores da estratégia da FNAC para Portugal, desenvolvidos em entrevista ao Briefing pelo novo diretor de Marketing e Comunicação, Pedro Mata.

02-07-2014

Como o brócolo português chega à AustráliaHá brócolo cultivado em Portugal a ser consumido em sítios tão distantes como o Brasil ou a Austrália. Quem o afirma, em entrevista à Store, é Mauro Cardoso, diretor-geral da Monliz, empresa de produção de vegetais ultracongelados que abriu em junho a segunda linha de produção da câmara de frio.

06-02-2014

DANIEL BESSA"A retoma terá de vir do sector transacionável da economia, tanto exportações como substituição de importações". A convicção é do ex-ministro da Economia e atual diretor-geral da COTEC Portugal, Daniel Bessa, que defende que o modelo do mercado interno – o "pecado capital" da economia portuguesa - está esgotado.

Newsletter

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária