quarta-feira, 18 novembro 2020 16:39

Continente quer eliminar microplásticos dos cosméticos

O Continente afirma que vai eliminar os microplásticos nos produtos de higiene e beleza da marca própria e da insígnia exclusiva de cosméticos, MyLABEL. A decisão da Sonae MC vai ao encontro da medida aprovada pelo governo, que visa impedir a comercialização de produtos cosméticos e detergentes que contenham microesferas ou microplásticos.

Os microplásticos são pequenas partículas, com menos de cinco milímetros, que têm um elevado impacto ambiental, uma vez que conseguem absorver produtos tóxicos, como pesticidas ou metais pesados, e a sua ingestão por parte de animais marinhos pode prolongar-se pela cadeia alimentar até ao organismo humano. No caso da cosmética, são, geralmente, utilizados em produtos de esfoliação ou para dar opacidade a fórmulas transparentes e torná-las mais cremosas.

Quando eliminados dos cosméticos são, em alguns casos, substituídos por alternativas de origem vegetal. Em esfoliantes, por exemplo, as microesferas são provenientes de caroços de fruta, como alperces ou cerejas, em vez das habituais microesferas de polietileno.

“Trabalhamos em proximidade com os nossos fornecedores para garantir a não utilização de microplásticos nos nossos produtos e, sempre que necessário, a incorporação de alternativas vegetais que garantam a qualidade dos mesmos”, afirma a responsável pela marca MyLABEL, Tânia Lucas.

Fonte: LPM Comunicação

Newsletter

captcha 

Assinar Edição ImpressaAssinar Newsletter Diária